Florestas cada vez mais jovens

Artigos relacionados

Elas nos fornecem papel e combustível, além de serviços ecológicos vitais – como limpar o ar, armazenar carbono e fornecer habitat. Estamos falando de árvores, é claro. Mas as mudanças humanas no meio ambiente parecem estar causando profundas mudanças nas árvores em todo o mundo.

Em um novo estudo, os cientistas revisaram a pesquisa global sobre tendências em mudas de árvores, crescimento e morte. Eles combinaram esses dados com uma análise de desmatamento. E eles descobriram que em todo o mundo, as árvores mais velhas estão morrendo a uma taxa mais alta do que no passado, devido a fatores como aumento da temperatura do ar, incêndios florestais, secas e patógenos.

“E a maioria dos fatores que causam essa queda de árvores grandes e antigas está aumentando, como a temperatura subindo, as secas são mais severas, incêndios florestais, tempestades de vento e desmatamento são todos, embora variáveis ​​em todo o mundo, geralmente estão aumentando. E assim ambas as perdas já ocorreram, mas esperamos mais perdas contínuas de árvores grandes e velhas.”

Nate McDowell, cientista terrestre do Pacific Northwest National Lab, que foi um dos autores do estudo.

“Portanto, se temos uma taxa crescente de mortes, principalmente das árvores maiores e mais velhas, o que resta são as árvores mais jovens. É por isso que, em média, através da perda de árvores maiores e mais antigas, nossas florestas estão se tornando inerentemente mais jovens e menores. ”

Esta tendência é um problema, porque as árvores antigas são de vital importância.

“Com certeza, o aumento da morte limita o armazenamento de carbono de um ecossistema e pode forçar o sistema a se tornar uma fonte de carbono para a atmosfera. A segunda razão pela qual nos preocupamos é da perspectiva da biodiversidade – as árvores antigas crescem com maior biodiversidade do que as florestas jovens. E a terceira razão é estética: como sociedade, nos preocupamos com essas árvores. Temos parques nacionais com o nome dessas grandes árvores. Portanto, há uma razão pessoal para as pessoas se preocuparem com isso também. “

– Annnie Sneed

Fonte: www.scientificamerican.com

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta

Posts populares

Pesquisadores criam águas-vivas biônicas que nadam mais rápido e com mais eficiência

Os engenheiros da Caltech e da Universidade de Stanford desenvolveram uma prótese minúscula que permite que a água-viva nade mais rápido e de maneira...

Chimpanzés também merecem o dia das mães

O garoto de quatro anos choramingou enquanto seguia a mãe para longe dos companheiros de brincadeira; uma breve birra não conseguiu convencê-la a ficar...

Nova pesquisa mostra que a adolescência também é irritante para cães

Uma nova pesquisa liderada por cientistas da Universidade de Newcastle e da Universidade de Nottingham mostrou que o comportamento típico dos adolescentes não ocorre...